segunda-feira, 19 de junho de 2017

Coreia do Norte acusa o "Estado gangster" dos EUA de "assaltarem diplomatas" !

A Coreia do Norte está acusando os EUA de tomarem um pacote diplomático oficial de uma equipe de diplomatas que se dirigem para casa de uma cúpula da ONU sobre os direitos dos deficientes - um ato que disse equivocava a "assaltar" seus delegados, que gozam de imunidade diplomática.
O Ministério das Relações Exteriores do Norte disse que os agentes do Departamento de Segurança Interna, junto com a polícia local, interceptaram os diplomatas no Aeroporto Internacional John F Kennedy na sexta-feira, um dia depois que o norte lançou o estudante norte-americano Otto Warmbier, de 22 anos, que foi libertado e enviado De volta aos EUA em coma, informou a Reuters.
O incidente marca a conclusão de um breve episódio de distensão entre o Norte e os EUA que culminou com o lançamento de Warmbier. Por sua vez, funcionários do Departamento de Estado e da Casa Branca se recusaram a confirmar ou negar a história e não falam sobre isso. Como evidenciado pelo lançamento de Warmbier, os EUA e a Coréia do Norte parecem ter aberto um diálogo, e o secretário de Estado, Rex Tillerson, disse que os dois poderes continuam a discutir a possibilidade de libertar outros três americanos que estão ocupados pelo Norte.
O porta-voz do Ministério do Exterior do Norte disse que a delegação estava retornando de uma conferência das ONU sobre os direitos das pessoas com deficiência "foi literalmente assaltada" no aeroporto John F. Kennedy em "um ato de provocação ilegal e hediondo".
"Os diplomatas de um estado soberano estão sendo roubados de um pacote diplomático no meio de Nova York, onde a sede das Nações Unidas está localizada e serve de sede para reuniões internacionais, incluindo a Assembléia Geral das Nações Unidas", disse o porta-voz.
"Isso mostra claramente que os EUA são um estado criminoso criminoso e sem lei", disse o porta-voz em comentários feitos pela agência oficial de notícias norte da KCNA.
"A comunidade internacional precisa reconsiderar seriamente se a Nova York, onde assaltos tão escandalosos são desenfreados, está apta a servir de local para reuniões internacionais", disse KCNA.
KCNA disse que o incidente aconteceu no dia 16 de junho, quando mais de 20 funcionários que afirmam ser do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos e da polícia "fizeram um assalto violento como gangsters para tirar o pacote diplomático dos diplomatas".
Os diplomatas possuíam um certificado de correio diplomático válido, disse a KCNA.
Como o relatório da Reuters, o Norte é membro da ONU, embora o Conselho de Segurança da ONU tenha imposto sanções contra o país pelo seu programa nuclear. O Norte rejeitou as sanções, dizendo que precisa de armas nucleares para autodefesa e exploração espacial.
Depois do que aparentemente se tornou uma ocorrência semanal, os testes de mísseis do Norte inexplicemente cessaram - embora o oficial dos EUA tenha avisado repetidamente que o que seria o décimo teste do Norte este ano está bem ao virar da esquina.
Sob o presidente Donald Trump, os EUA aumentaram a pressão sobre o Norte, levando a China a sancionar as empresas nacionais que fornecem materiais essenciais para o programa nuclear do Norte. E há a suspeita de que os EUA podem ter tido uma mão no fracasso de um lançamento de mísseis em abril, que ocorreu no dia seguinte a que Kim Jong Un supervisionou um elaborado desfile militar no centro da capital do norte, Pyongyang. Os EUA também colocaram uma frota de greve da marinha nas águas da península coreana, pronta para combater quaisquer atos de agressão da Kim.
Se o relatório for exato, talvez o descongelamento nas relações entre o Norte e os EUA já tenha terminado antes de realmente começar. Agora a verdadeira pergunta: vamos ver Kim Jong Un retaliar, talvez na forma de um teste de mísseis?
Ou talvez estivessem apenas retomando a cópia favorita de Donald, "The Art of the Deal".

Fonte: https://undhorizontenews2.blogspot.pt/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...