segunda-feira, 26 de junho de 2017

Tensão Israel -Síria

O comando geral Supremo das Forças Armadas sírias, domingo à noite, advertiu duramente Israel contra a continuação de seus ataques transfronteiriços, em resposta às represálias de Israel por dois dias de conforntos da Síria sobre o Golã. Os sírios enfatizaram que o "inimigo israelense" será responsável por " perigosas conseqüências de ações repetidas desse tipo" e prosseguiu dizendo: "Depois que as forças militares sírias conseguiram frustrar um ataque dos terroristas da Jabhat al-Nusra no Distrito de Al-Baath de Quneitra, o inimigo de Israel realizou ataques repetidos em nossos postos militares em apoio aos terroristas para aumentar a moral deles. "O comando geral sírio continuou a alertar Israel dos" perigos dessas operações agressivas pelas quais o inimigo israelense terá graves consequências ". O comunicado acrescentou que o exército sírio estará determinado a derrotar as organizações terroristas que denominou" um braço do inimigo israelense agindo na região ".
Enquanto isso.... O combate sírio chega ao Golã pelo terceiro dia consecutivo neste 26 de junho de 2017.
No início dessa segunda-feira, projéteis da artilharia pesada sírios novamente, pelo terceiro dia, caíam sobre o Golã israelense vindos das batalhas no lado sírio da fronteira. As explosões foram ouvidas amplamente da parte norte do território.

Israel fecha a área militar na fronteira de Golã oposta a Quneitra

Israel declarou no domingo a fronteira de Golã, em frente à cidade do sul da Síria, em Quneitra, uma zona militar fechada após dois dias consecutivos de ataques a bens do regime em resposta ao incêndio da guerra civil síria. Isso foi definido como uma "medida de precaução" que indicava aos civis que se abstenham de entrar e se reunir em áreas abertas adjacentes à fronteira da Síria, anunciou as FID.

Morteiros sírios caem novamente em Golã apesar das advertências de Israel

Em face de fortes advertências do primeiro-ministro Binyamin Netanyahu e do ministro da Defesa, Avigdor Lieberman, as artilharias sírias voltaram para o domingo do Golã pelo segundo dia consecutivo. Não houve danos ou baixas desta vez também. Os tanques da IDF abriram fogo em posições sírias na área de Quneitra, que a força aérea israelense atacou no dia anterior. No domingo, Netanyahu declarou na reunião semanal do gabinete: "Nossa política é clara. Não toleraremos qualquer tipo de "torpedeamento", não de morteiros, foguetes ou incêndios [vindos da Guerra Civil da Síria]. Devemos responder com força a todos os ataques ".
Netanyahu também repetiu: "Também vemos com a maior gravidade as tentativas do Irã de se estabelecer militarmente na Síria, bem como as tentativas de armar o Hezbollah - via Síria e o Líbano - com armamento avançado.
 
Fonte: https://undhorizontenews2.blogspot.pt/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...