segunda-feira, 20 de abril de 2015

Árbitros passam a gerir contratos de publicidade

Notícia Bola Branca. Decisão saída da reunião entre Liga e APAF, que pôs fim ao "braço de ferro" que ameaçou parar os campeonatos profissionais de futebol. Até agora, era à Liga que competia angariar e gerir patrocínios das camisolas dos juízes.

Os árbitros vão passar a gerir a publicidade que exibem nas camisolas, a partir da próxima temporada. Até à presente época, era à Liga Portugal que competia angariar e assumir a gestão deste tipo de patrocínios, ficando ainda com o ónus do pagamento aos juízes.
 
Ao que Bola Branca apurou, a Liga deixará de intervir directamente no processo, que passará a ser tutelado pela Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), em conjunto com os próprios juízes.
 
Esta foi uma das decisões saídas da importante reunião entre a Liga e a APAF, esta segunda-feira, que colocou um ponto final no "braço de ferro" que chegou a colocar em causa a realização das últimas cinco jornadas das Primeira e Segunda Ligas.
 
O organismo presidido por Luís Duque saldou por inteiro a quantia em dívida exigida pelos juízes relativamente aos patrocínios das camisolas – cerca de 350 mil euros – e, no final desta temporada, cessará a participação na gestão da publicidade dos árbitros.
 
A partir de 2015/16, então, será a associação representativa da classe, em conjunto com os árbitros, a angariar publicidade, a gerir direitos de imagem e tratar do pagamento aos juízes.

Notícia Bola Branca. Decisão saída da reunião entre Liga e APAF, que pôs fim ao "braço de ferro" que ameaçou parar os campeonatos profissionais de futebol. Até agora, era à Liga que competia angariar e gerir patrocínios das camisolas dos juízes.

Os árbitros vão passar a gerir a publicidade que exibem nas camisolas, a partir da próxima temporada. Até à presente época, era à Liga Portugal que competia angariar e assumir a gestão deste tipo de patrocínios, ficando ainda com o ónus do pagamento aos juízes.

Ao que Bola Branca apurou, a Liga deixará de intervir directamente no processo, que passará a ser tutelado pela Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), em conjunto com os próprios juízes.

Esta foi uma das decisões saídas da importante reunião entre a Liga e a APAF, esta segunda-feira, que colocou um ponto final no "braço de ferro" que chegou a colocar em causa a realização das últimas cinco jornadas das Primeira e Segunda Ligas.

O organismo presidido por Luís Duque saldou por inteiro a quantia em dívida exigida pelos juízes relativamente aos patrocínios das camisolas – cerca de 350 mil euros – e, no final desta temporada, cessará a participação na gestão da publicidade dos árbitros.

A partir de 2015/16, então, será a associação representativa da classe, em conjunto com os árbitros, a angariar publicidade, a gerir direitos de imagem e tratar do pagamento aos juízes.

Fonte: http://rr.sapo.pt/bolabranca_detalhe.aspx?fid=42&did=184869

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...