domingo, 26 de abril de 2015

Universidade das Nações Unidas inaugurada em Guimarães

A Unidade Operacional em Governação Eletrónica da Universidade das Nações Unidas (UNU-EGOV), em Guimarães, foi inaugurada, ontem, no Centro de Pós-Graduação do Campus de Couros da Universidade do Minho (UMinho).

Foto retirada de: CMG
A cerimónia, presidida pelo ministro-adjunto para o Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, contou, também, com a presença de David Malone, subsecretário da ONU e reitor da Universidade das Nações Unidas, por Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, e pelo reitor da Universidade do Minho, António M. Cunha.

O edifício da UNU-EGOV, reconstruído em 2013, está incluído no projeto de regeneração urbana, com o objetivo de transformar a antiga indústria de curtumes, localizada em Couros, num espaço dedicado ao ensino, à investigação e à criatividade.

“Guimarães acolhe-vos com enorme orgulho e uma vontade firme de provar que este é o sítio certo para a Universidade das Nações Unidas. O quarteirão de Couros é a síntese perfeita de Guimarães: prezamos tanto o nosso passado que não imaginamos o futuro sem ele”, disse Domingos Bragança, empenhado em construir uma “região de inovação e de criação, que acolhe talento e génio para disseminar conhecimento. Guimarães é, a partir de hoje, a vossa casa”, indicou o presidente do município, acompanhado no teor do discurso por Poiares Maduro.

Segundo o ministro-adjunto, o campus de Couros da UMinho “conjuga tradição e modernidade! Como académico, é um local muito interessante para os investigadores darem vida e significado a este projeto no domínio da governança eletrónica, a fim de melhorar a cultura de funcionamento da Administração Pública, talvez a reforma mais importante do Estado. É, também, uma oportunidade para Portugal se relacionar com o mundo, sobretudo com países de língua portuguesa”.

Este “centro de excelência” que, na sua opinião, reúne condições para se transformar num “cluster europeu na governança eletrónica, cooperando com o mundo ao nível da simplificação de novas ferramentas administrativas e da digitalização de procedimentos que ajudam a colocar o cidadão no centro das políticas públicas”. Desta forma, o Centro Avançado de Formação Pós-Graduada passa a ser distinguido como um dos 12 locais no mundo, onde são desenvolvidas boas práticas para a modernização digital de serviços públicos.

Na cerimónia, onde, também, foi assinalada a inauguração da Unidade Operacional da Agência de Modernização Administrativa (AMA), em Guimarães, realçou-se a importância do facto dos projetos estarem interligados, tendo sido assinado um protocolo, no Auditório da Fraterna, entre David Malone, Reitor da Universidade das Nações Unidas, e Paulo Neves, Presidente do Conselho Diretivo da AMA. Na sessão também marcaram presença Joaquim Cardoso da Costa, Secretário de Estado da Modernização Administrativa, e os Embaixadores da Áustria e da Polónia, Thomas Stelzer e Bronislaw Misztal, respetivamente.

Já o reitor da UMinho salientou que pretende trazer novos players “quer do setor público, quer do privado, pois o futuro é promissor. A área de abordagem para o desenvolvimento deste projeto é multidisciplinar. Este é um passo muito importante para a consolidação do Campus de Couros”.

Fonte: http://www.gazetadorossio.pt/braga/universidade-das-nacoes-unidas-inaugurada-em-guimaraes/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...